O melhor do entretenimento e cultura pop, na medida certa

Crítica: Anjos da Lei

Se você não tem certeza se quer ir assistir Anjos da Lei, um conselho: vai sem medo.

Anjos da Lei, pra quem não conhece, é baseado na série de TV com o mesmo nome, que foi exibida entre 1987 e 1990, e que catapultou a carreira de Johnny Depp, o transformando em ídolo adolescente. Só que ao contrário de algumas adaptação, que só usam o nome para capturar um público maior e acabam criando outra história totalmente viajada, o filme realmente adapta a história. Por exemplo, antes você tinha o cara que era atleta e tinha um carrão como o dono da escola, mas os tempos mudaram.

E o filme acerta em mostrar essas mudanças, colocando os policiais Schmidt (Jonah Hill, que co-escreve o roteiro com Michael Bacall) e Jenko (Channing Tatum) para trabalhar primeira missão na unidade da polícia para onde são deslocados: uma unidade dedicada à jovens agentes, que ainda têm cara de adolescente, para poderem atuar infiltrados em colégios.

Logo no começo, onde apresentam os personagens, seu treinamento na polícia e a primeira missão você percebe que o filme vai ser MUITO engraçado. Outro ponto alto é a mizade, o bromance dos protagonistas. Os dois não se gostavam na era do colégio, mas acabam virando melhores amigos, a ponto de serem usados como irmãos na sua missão. Sua missão é descobrir de onde vem uma nova droga que acabou vitimando um dos alunos da escola para onde são “transferidos”.

O ritmo de piadas é bom, dando uma diminuída na parte final do filme, onde tudo fica meio clichê (tiroteios, vilão sendo desmascarado, contando seus motivos e tal). Ah, e o filme, além de ser um ótimo filme de comédia, rende umas boas cenas de ação. As atuações estão boas, principalmente as de Hill e Tatum – que me surpreendeu com o quanto pode ser engraçado, considerando que você não é o tipo de filme que costuma fazer.

O que também tem bastante presença no filme são as homenagens. Além de homenagear com piadas e a “transformação para os dias de hoje” que o filme sofreu, o roteiro presta suas homenagens ao estilo dos adolescentes do final dos anos 80, temos participações especiais de pessoas que faziam a série, além de batizar um de seus protagonistas em respeito ao capitão da série – nesse filme interpretado pelo Ice Cube. E falando em Ice Cube, o filme tem bastante palavrão, então já vá preparado.

Concluindo: Anjos da Lei é um dos melhores filme de comédia dos últimos tempos, é o tipo de filme que funciona, e se você gosta de comédia vai adorar. Uma coisa que não pode ser deixada de comentar é o bom trabalho de câmera da dupla Chris Miller e Phil Lord (do filme Tá Chovendo Hamburguer), sendo o seu primeiro filme live-action.

Nota: 9/10 – Ótimo

Anúncios

3 Respostas

  1. Pingback: Channing Tatum confirma a sequência de Anjos da Lei! « Total Enter

  2. Pingback: Crítica: O Ditador « Total Enter

  3. Pingback: Crítica: Ted « Total Enter

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s