O melhor do entretenimento e cultura pop, na medida certa

Grimm: 2×01 – Bad Teeth

Os episódios inéditos da série Grimm começaram, e com isso nossas reviews vão tomando forma. Vale lembrar que, sim, tem MUITO spoilers, então se você está atrasado e não quer saber o que acontece na série não leia esse post. Para ver a nossa review é só clicar em “Leia o restante desta página »“. Vamos lá.

Vamos fazer uma pequena recapitulada da primeira temporada, pra você que perdeu alguma coisa. Na primeira temporada de Grimm, nós vimos como Nick Burkhardt (David Giuntoli), um detetive de homicídios lidou com o fato de ser um dos últimos Grimm, uma sociedade secreta de caçadores sobrenaturais, cujo dever é proteger a humanidade dos Wesen, criaturas que mais parecem ter saído de um conto de terror.  Ao longa da jornada Nick acaba descobrindo que nem todo Wesen é perigoso, tanto que acaba fazendo amizade com Monroe (Silas Weir Mitchell), um Blutbad renovado, e Rosalie (Bree Turner), uma Fuchsbau que acabam a ajudar Nick em algumas situações. Essa “nova vida” do detetive acaba trazendo traz alguns perigos e seus entes mais próximos durante a temporada, em especial sua noiva, Juliette (Bitsie Tolloch), e seu parceiro de trabalho, Hank (Russell Hornsby), dois personagens que chegaram bem perto do mundo Wesen na temporada, principalmente Juliette, que foi envenenada por Adalind (Claire Coffee), uma Hexembiest que perdeu seu poderes por causa de Nick.

Enfim, o primeiro episódio da temporada começa mostrando o primeiro inimigo do segundo ano: o violento Mauvais Dente (interpretado pelo grandalhão Mike Dopud), um espécime de tigre-dentes-de-sabre-Wesen, dentro de  um contêiner. Logo depois somos jogados aonde o último episódio nos deixou: Nick está lutando com Kimura (Brian Tee) – assassino enviado pela ordem secreta conhecida como “Língua do Dragão”, que queria por as mãos nas cobiçadas moedas de Zakhyntos – e logo depois sua mãe, Kelly (Mary Elizabeth Mastrantonio), tida como morta há 18 anos, entra na cena. Depois disso tudo que começa definitivamente o NOVO episódio, com direito a nova abertura – bem aterrorizante, diga-se de passagem. Vale ressaltar a melhora nos efeitos visuais da série.

Com a chegada de Kelly temos algumas perguntas respondidas: quem morreu no acidente de carro que acabou matando o pai de Nick (sim, ele está morto mesmo) foi a melhor amiga de Kelly, que tava fugindo à mando de Kelly. Os Wesen que causaram os acidentes acabaram por levar a cabeça decapitada dela, achando se tratar de uma Grimm, e os policiais que acharam o corpo acharam que se tratava de Kelly. Boa parte da conversa dos dois toma lugar no trailer da tia Marie, com Kelly dando uma verdadeira aula de história ao filho; ela fala sobre um conjunto de sete chaves (Nick tem uma delas, dada por sua tia) que formam um mapa que revela a localização de tesouros escondidos pelos antigos cavaleiros que lutaram pelas famílias reais na 4ª Cruzada – que, no caso, guarda um poderoso artefato que dar o controle do mundo para quem o possua, objeto de desejo das Famílias Reais, retomando assim uma subtrama que começou na primeira temporada.

Enquanto isso, o queridinho dos grimmsters Monroe, juntamente com Rosalee (agora como membro regular da série), após terem um certo atrito com a mãe de Nick, procuraram um antídoto pra salvar a vida da Juliette. Juilette é pra mim uma incógnita, ainda não sei se eu gostaria que a personagem descobrisse o Grimm dentro do Nick, e pra aqueles que não querem que ela descubra aí vai um alívio: aparentemente o veneno de Adalind caus perda de memória. Será que Juliette esquecerá que Nick é um Grimm. Falando nisso, podemos ver que Nick está bem mais badass, um verdadeiro Grimm, nessa temporada, inclusive chegando a ameaçar uma Hexembiest (no caso a mãe de Adalind) para achar uma cura para Juliette. Ela acaba cedendo, mas não só pelo ameaça, mas também a mando do Capitão Renard (Sasha Roiz), chefe de Nick, e que ainda é um mistério para nós. Será que no final ele ajudará Nick ou não? Depois de uma conversinha com Kimura na sua cela – onde ele acab morrendo, envenenado – o Cap conversa ao telefone, informando ao alguém que ele sabe o paradeiro das moedas e que Kumira afirmara veementemente haver dois, e não somente um Grimm.

No fim, o Mauvais Dentes faz uma armadilha para os agentes do FBI que o perseguiam e desta forma atrai Nick a seu encontro. Depois de avisado por Mama Grimm  que este Wesen é até mais mortal que os Ceifeiros, Nick vai ao seu encontro. E então somos agraciados com o maldito To Be Continued. Esse foi a season premiere de Grimm.

– Ótimo episódio, do jeito que uma season premiere deve ser, respondendo perguntas, levanto nistérios e nos deixando ansiosos por mais.

– Monroe sendo Monroe, não é à toa que um dos melhores personagens da série (Cara, ela não deveria estar, você sabe, nem TÃO viva).

– A loucura do Hank após ver alguns Wesen pode dar um bom enredo.

– E a mitologia de Grimm continua aumentado, para nossa alegria.

E você, o que achou do episódio? Diga aí nos comentários!

Anúncios

Uma resposta

  1. Pingback: Grimm: 2×02 – The Kiss « Total Enter

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s